quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Erruz Di Portugueis, Burros por opção, Adjetivos Curiósos.

“Decepção não mata. Ensina a beber!” – ditado de internet.

 

Diga lá marotissimos! Tudo de boa?

Hoje foi a gota d’agua velhos, erros de português não dá mais! Já deram o que tinha que dar sacou?! Penstei um pouco nisso hoje enquanto trabalhava. Tem gente que invariávelmente me manda coisas como: Fácio, Dificio, Faser, Infelismente, sussesso,… e por aí vai. Puts cara, isso me irrita profundamente. Dá vontade de sentar no meio fio mais próximo e chorar tomando vinho de qualidade questionável ouvindo sertanejo - o que faz muito bem pra alma!
Mas sério mano, se você chega e pergunta, ou simplesmente se oferece a emprestar um livro pra ver se a pessoa pega o hábito de ler sabe, pra ver se passa essa coisa horrorosa que é o erro de português. Não que eu nunca erre, mas velhos, existe uma grande diferença entre você estar com preguiça de digitar um você e mandar esporádicamente um vc; ou no twitter você reduzir certas frases ou partes delas para que possa caber num único post. Mas tem coisa que chega a ser tapa na cara velhos!  Nessa pilha, eu chego à conclusão de que discrimino fortemente pessoas burras-por-opção [mais um termo que eu criei] – que são pessoas com acesso à escolas – sejam elas públicas, rurais, municipais ou particulares. Whatever!, porque se tu parar pra pensar, o raciocínio vai pelo seguinte: Juquinha tem acesso à escola e vai à aula todos os dias desde seus 7 anos aproximadamente. Ele tem acesso às mesmas informações que a Manolita [ótimo nome por sinal] – mas a diferença é que a manolita aos seus 19 anos tem um português normal. [Veja bem, não estou me referindo à pessoas serem o PASQUALE. mas acho que o português correto é invariavelmente indispensável.] Então, em contrapartida juquinha não sabe regrinhas básicas da gramática, não lê livros de nenhum gênero, não consegue opinar com veemência em nenhum assunto que lhe for proposto, seja qual for ele. Em vista disso, podemos então concluir que Juquinha não passa de um preguiçoso, um burro por opção! E vale lembrar, que isso é no Brasil inteiro manos, as pessoas não têm o hábito de se instruir delibeiradamente. Só quando estão sob algum tipo de pressão externa, e mesmo assim o fazem “às coxas”.
Essa é minha opinião e não quero [nem espero] que concordem comigo.

Outra coisa que andei reparando, são os adjetivos interessantes. Alguns podem até ser classificados como regionais ou culturais, mas não deixam de ser no mínimo curiosos. Por exemplo: sinistro! Velhos, eu choro de rir quando alguem diz que determinada pessoa é SINISTRA! Tipo, o que leva uma pessoa a ser sinistra? Ou, que tipo de hábitos um Sinistro tem? Juro que gosto deste termo. Outro que gosto muito é o bolado. Pô, bolado? Coisa de carioca né, mas eu falo muito bolado. E pra terminar acho que a melhor de todas é o Maroto! O dicionário define maroto como:
Maroto;
adj. Malicioso, brejeiro, impudico.
Sensual, lascivo, libidinoso.
S.m. Finório, tratante, espertalhão.
Homem grosseiro.
Bras. Apelido que, na época da Independência, se dava aos portugueses, sobretudo na Bahia

Hahaha, como eu gosto deste termo!

Pois bem MAROTISSIMOS, por hoje é isso. Essa semana tá meio foda de postar porque tenho uma revista inteira pra diagramar e os trabalhos finais da faculdade tão me enforcando hahaha. Mas prometo que semana que vem eu posto mais pra voces!

Fiquem bem!

Abraços!

2 comentários:

  1. Tbm detesto esses erros de português!!!!

    AFF

    Erros de digitação por pressa ainda vai, mas (dificiu) já é mto pra mim!!!

    ResponderExcluir
  2. aushuahsuahsuhaushu é bem por aí

    ResponderExcluir